12 Monkeys | Don't You Forget About Me

10:00

Rascunhei essa postagem ainda com lágrimas na cara por causa da finale (foi nesse nível sim) e resolvi finalizar a postagem logo, pois está difícil querer que saia uma postagem grandiosa sobre, mas ela precisa ser enaltecida e indicada.

Aquecimento com a sinopse:


Em 2043, um vírus matou a maior parte da população mundial. Um viajante no tempo, James Cole (Aaron Stanford), deve voltar para 2015 e impedir que esse vírus letal jamais seja feito. 

Depois de sobreviver à praga e viver como um saqueador durante o apocalipse, Cole pode detonar qualquer um se for preciso, mas a sua inteligência é sua maior arma. Ele é impulsivo, sagaz e corajoso até demais, indo além do bom senso. Como um saqueador, ele fazia o que era preciso para sobreviver, mas agora se vê atormentado por suas ações. Assim, Cole busca corrigir o passado, não apenas para salvar bilhões de vidas, mas também para ter sua redenção.

Ao viajar para o passado, ele vai diretamente em busca da Dra. Cassandra Railly (Amanda Schull), uma brilhante virologista, cujo mundo é virado de cabeça para baixo, quando é sequestrada por Cole. Ele chega dizendo que, no futuro, ela lhe manda uma mensagem pedindo que ele a ajude a acabar com a praga que matará bilhões.


A crítica adora:


Segundo o site da Forbes, o último final de série que foi tão maravilhoso quanto o de 12 Monkeys é o de Breaking Bad, então não tenha medo de embarcar nessa série, pois você não vai passar raiva com o final que nem umas várias séries por aí (Dexter, Lost, How I Met Your Mother e etc.), o final é bem amarrado! (fonte)

A mulherada:


Das ciências: Cassandra Railly é uma médica virologista que procura uma cura para o vírus mortal que quase limpou a Terra. Katarina Jones fez funcionar o conceito de viagem no tempo (não começou a ideia sozinha, mas conseguiu fazer funcionar);
Doida de pedra: Jennifer tem uma condição que a faz ser doida de pedra e ser alguém fundamental nas viagens do tempo, das melhores cenas da série uns 80% vem dela;
Pós-apocalíptica: Hannah e o sisterhood que ela faz faz parte, que é um grupo que desce o cacete e não tem dó de matar;
Vilã: Olivia é uma das vilãs na série, que vai aumentando a sua presença e na qualidade durante as temporadas.

As relações:


Eu amo umas amizades que são: a do Ramse com o Cole, da Jennifer com o Deacon, do Cole e  a Jennifer amizade mais imutável que essas não existe, fora que mais para frente tem da Jennifer com a Cassie, que era regada na implicância no início e depois só melhora!
Já no OTP, temos Cassie e Cole que é basicamente a definição de OTP destruidor, não atrapalha o andamento da série, não é meloso.
Uma das motivações da Katarina é a sua filha, e tem um episódio em looping que retrata a solução disso que minha nossa! (o episódio 2x08 chamado Lullaby).

Só sei que nada sei


Imagens com som
Você não entende nada até chegar a hora de resolver a situação ou explicarem as coisas, e vai ter plot twist no meio com umas escolhas ousadas, ou seja não se apegue ou se apegue sabendo que vai sofrer.

12 Monkeys tem na Netflix, exceto a quarta temporada, é um sci-fi com umas referências musicais gostosas (amo/sou) e para quem quiser ter um aquecimento do que se trata todo o universo da série, pode conferir o filme de mesmo nome e com Brad Pitt no elenco, pois a série é baseada no filme!


Leia também

0 comentários

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras


Professional Reader

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe