Livros | Apocalipse (Herança de Sombras) - Juliana Bizatto

18:30

Herança de Sombras, livro #2
Autora: Juliana Bizatto
Editora: -
Páginas: 313
Avaliação: ★★★★★
Compre em: Amazon | Site da autora
Sinopse: “As vezes a verdade é mais do que podemos suportar...”Samantha sempre teve a impressão de que Benjamin era perigoso, Benjamin sempre teve certeza que seria perigoso... Para ela. Samantha está prestes a descobrir a verdade sobre a sua família! E ainda que Samantha desconfie que algo sobrenatural a ronde, jamais pensaria que poderia ser ela mesma.Algo que Benjamin sempre soube desde que chegou a Tormento. Enviado pela Ordem de Caçadores de Bruxas, ele tinha um único propósito: encontrar quem seria o responsável pelas mortes e acidentes misteriosos na cidade. Porém, ele que não poderia imaginar que fosse se apaixonar à primeira vista pela principal suspeita.Benjamin está convicto de que Samantha é a culpada, e mesmo que custe seu coração, agora ele e os outros caçadores estão prontos para invadir a Ilha Hoffer.Um acordo secular capaz tanto de proteger quanto destruir, uma vingança que ainda não tem permissão de ser cumprida, e uma nova vida repleta de obstáculos que vão desafiar sua própria noção de realidade aguardam Samantha e sua família em Apocalipse – Segundo livro da Série Herança de Sombras.
A Jiripoca vai piar!

Apocalipse começa com uma tensão nas alturas, continuando o epílogo de Luxúria, aquele que jogou várias cartas na mesa e deixou os leitores juntando os caquinhos.

A vida das primas Hoffer sofrem uma baita mudança, sendo a carga maior para Samantha: a única bruxa da família Hoffer com os seus poderes livres. Essa descoberta faz com que as Hoffers tenham mais respostas da Vozinha do que esperavam ter algum dia na vida, envolvendo o porquê de seus poderes estarem bloqueados e um pouco da história da família (pode mandar mais nos livros futuros que eu estou adorando).

Já Samantha tem que ir com sua prima/melhor amiga, com a Vozinha e certos caçadores para Solaris, um refúgio/pousada cheio de bruxos que é um sonho (meio embriagado) de lugar para se viver, truques de qualquer serventia são bem feitos e que qualquer um quer saber fazer, e um ótimo lugar para ficar doidão, ouvir Bob Marley fica a gosto do freguês.

Eventos que em Luxúria costumavam afetar somente Samantha, já acontecem de afetar mais gente em Apocalipse e já quero que o povo que está fazendo mal à galerinha querida seja reunido e serem colocados frente a frente com uma Sam com muita raiva.

Eu tenho um probleminha com os homens de Herança de Sombras e como eles demonstram interesse nas meninas, Caio eu queria dar uns coices na segunda vez que ele deu em cima de alguém, e por mais que ele conseguiu mostrar uma face amigável eu ainda tenho ranço dele (talvez o uso de seus poderes ajudem futuramente ajudem na minha opinião). Benjamin é um que está precisando de algum POV próprio para: dizer o porquê de ficar no chove não molha quando o assunto é Sam e de comportamentos no fim do livro. E eu continuando venerando o Tui, que merece dar aulas de como ser amigo e ensinar a arte da dança sulista, o cara é um exímio dançarino, como não apaixonar? Só falta cozinhar pra ser um Rodrigo Hilbert dos livros!

Outra coisa que continuo venerando é o companheirismo das primas, elas vivem soltando coices e tendo desavenças, mas elas são uma unidade, se protegem e se ajudam, cada uma do seu jeito. Samantha com seus poderes consegue extrapolar seus sentimentos em forma de poder e que dó dos meteorologistas de Tormento! Com o mundo na ponta dos dedos Sam tenta salvar quem ama como uma leoa! Como não torcer pela sua jornada?

Coisinhas menores que deixaram o livro um charme: toda a cultura sulista, seja os diálogos cheios de TU, ou festas e danças típicas. Referências a culturas/religiões bem nacionais que o pessoal as resumem em apenas "macumba". A escrita mantém os diálogos certeiros, desenvolvimento necessário quando se trata da protagonista e um ritmo que vai do gostosinho ao alucinante.

Leia também

2 comentários

  1. Gio, eu sei que vc ama o Tui, e que ótimo ouvir isso! A jiripoca realmente piou em Apocalipse, e o ritmo frenético não desacelera em Ira te prometo kkkkk. Fico feliz que tenha sentido o amor das primas pq realmente elas são uma unidade além de qualquer outra coisa!! Amei essa resenha e todo o carinho nela! Obrigaduuuuuu ������

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras


Professional Reader

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe