[Review] Strange the Dreamer - Laini Taylor

13:26

Strange the Dreamer, #1
Autora: Laini Taylor
Editora: Little, Brown Books for Young Readers
Páginas: 528
Avaliação:
Compre em: Amazon
Sinopse: Strange the Dreamer é a história de:As conseqüências de uma guerra entre deuses e homens.Uma cidade misteriosa que perdeu seu nome.Um herói mítico com sangue em suas mãos.Um jovem bibliotecário com um sonho singular.Uma garota tão perigosa quanto está em perigo.Alquimia e doces feitos de sangue, pesadelos e filhos de deuses, mariposas e monstros, amizade e traição, amor e carnificina.Bem-vindo ao Weep.

Lazlo é um menino órfão que é muito sonhador, o único que chega perto de um dos anciãos que é o rancor em pessoa, por causa das histórias que ele conta. Um dia o nome da cidade mais fantástica dessas histórias perde o seu nome, sobrando apenas um pobre nome substituto chamado Weep ("lamento").

Ao invés de passar a sua adolescência curtindo festividades e interagir com o sexo oposto, Lazlo se enfia nos livros, que é aí que ganha o seu apelido que dá título ao livro, ele nunca deixa de mão o sonho de conhecer Weep "ao vivo", mas é ele que a mais conhece por causa dos livros. Este sonhador terá a chance de viver sua aventura.
Talvez essa imagem seja 500% Lazlo

Por outro lado temos um grupo de pessoas azuis vivendo numa citadela, eles são o que "sobraram" de deuses que não usaram seus poderes para coisas tão legais e foi necessário um mártir para sobrar um pouco de dignidade para as pessoas regulares poderem viver.


Porém esse grupo enxerga o que aconteceu há anos atrás e pensa agir de outra forma, se os permitirem. A Musa dos Pesadelos é a nossa outra protagonista, ela conhece muito bem os desejos e pensamentos da cidade, o que fez mudar o seu pensamento durante os anos, Bonfire e a Orchid Witch estão começando a se preocupar com beijos, por causa que Feral é o material para isso, mas ele não é apenas um corpinho sexy, a última integrante da residência tem uma legião de fantasmas e um tamanho de pigmeu, porém a influência é do tamanho do mundo.
Sarai - Musa dos Pesadelos, Sparrow - Orchid Witch, Feral - Ladrão de Nuvens, Ruby - Bonfire, Minya - Mestre dos Fantasmas, por blackbirdink

Strange the Dreamer mostra os dois lados de uma história, em que todos devem ser protegidos, enquanto alguns devem ser protegidos com muito amor e leite ninho, outros devem ser jogados numa cela e serem avisados de que foram protegidos, estes que só terão direito a um puf se eu ainda tiver uma alma, depois que Laini Taylor detonou com os meus sentimentos no fim do livro. Pensa numa mulher que ama uma desgraça.


Galerinha que não é totalmente confiante com o seu inglês: a escrita da autora é poética (coisa que serei fangirl até o fim dos tempos), toma um ritmo um pouco lento com cenas 10/10, e é cheia de termos que dificilmente você viu mencionados no seu cursinho de inglês ou em alguma série que curta, ler o contexto funciona e se sair catando os termos desconhecidos e traduzir, o seu vocabulário será incrementado com glória!

Strange the Dreamer é mais um exemplo de que Laini Taylor dá aula de criação de mundo (algo do tipo: não vi mesmo), e que a madame arrasa nos OTPS, pro povo que não curtiu dos migué instantâneo de Karou e Akira em Feita de Fumaça e Osso: tem um desenvolvimento dos bons quase pau a pau com um certo enredo de Noite de Bolo e Marionetes.

Leia também

3 comentários

  1. Oi, Gio!
    Menina, eu quero muito ler esse livro, mas vou esperar o peso da minha vida chamado tcc acabar para eu poder me dedicar 100% a ele.
    Eu gosto das sinopses dos livros da Laini porque a gente nunca sabe o que esperar da história.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca presto atenção nas sinopses, já vou pra cima do livro direto!
      Boa sorte com o TCC :3

      Excluir
  2. Oi Gi, ainda não conhecia, gostei bastante da sua resenha!!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe