Livros | Filha das Trevas - Kelly Keaton

10:00

Deuses e Monstros, livro #1
Autora: Kelly Keaton
Editora: Galera Record
Páginas: 288
Avaliação: ★★★
Compre em: Amazon
Sinopse: Ari se sente perdida e solitária. Com olhos azul-esverdeados e cabelos prateados esquisitos, que não podem ser modificados nem destruídos, sempre chamou a atenção por onde passava. Depois de crescer em casas adotivas, tudo o que quer é descobrir de onde veio e quem ela é. Em sua busca por respostas, encontra uma mensagem escrita pela mãe morta há muito tempo: fuja. A garota percebe que precisa voltar para o local de seu nascimento, Nova 2 — a cidade luxuosa, que foi inteiramente remodelada —, em Nova Orleans. Lá, ela é aparentemente normal. Mas cada criatura que encontra, por mais mortal ou horrível que seja, sente medo dela. Ari não vai parar até desvendar os mistérios de sua existência. No entanto, algumas verdades são terríveis e assustadoras demais para serem reveladas.
Ari é uma garota que nunca foi enxergada como normal, ela tem cabelos prateados impossíveis de serem pintados ou cortados na máquina zero e uma tatuagem no rosto que ela tem desde quando se entende por gente. Ela sempre ficou pulando de lar adotivo para outro lar adotivo, nunca sendo bem tratada, mas agora que ela está perto da maioridade ela vive bem com dois pais, que a tratam muito bem, incentivam que ela aprenda defesa pessoal e apoiam ela na busca do que ocorreu com a sua mãe.

Estamos em um futuro em que Nova Orleans foi destruída e que apenas pessoas bizarras visitam ou moram lá, é apenas lá que Ari pode conseguir dados de sua mãe.

Vão surgir pessoas biologicamente estranhas e também seres sobrenaturais e é foda quando se tem a faca e o queijo na mão e a história não passa para o leitor o quanto foda ela pode ser, no meio da bagunça tem as criaturas sempre presentes em fantasias urbanas, e também mitologia grega, seja os deuses em si ou os mitos gregos já famosos. Porém zero imponência para isso tudo.

O livro tem a síndrome do conhece uma cambada hoje de manhã, não confia neles de jeito nenhum, mas está lá firme e forte chamando eles de família (se alguém lembrou de Esquadrão Suicida com isso, o objetivo foi cumprido). Ao menos são personagens legais que são apresentados.

A protagonista está no pacote, se eu tenho que fazer X coisa eu não vou me importar com os meios e se mostrar badass no meio do caminho, com uma língua afiada que me soou forçada na situação, mas fazer o que não é mesmo.

Leia também

2 comentários

  1. Olá, Giovana.
    Até tinha me interessado por esse livro quando lançou, mas mudei de ideia. A premissa do livro é muito mais do mesmo. Acho que conheço uns 3 livros que começam do mesmo jeito. Acho que não leria ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não bastando a proposta mais do mesmo, ele não tem todo o potencial que podia :(

      Excluir

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe