Filmes | Persépolis

16:13

Título: Persepolis
Elenco: Catherine Deneuve, Chiara Mastroianni, Danielle Darrieux, François Jerosme, Simon Abkarian, Gabrielle Lopes Benites
Estreia mundial: 27 de Junho de 2007
Gênero: Drama, Biografia, Animação, Guerra
Duração: 96 minutos
Classificação: 12 anos
Sinopse: Marjane Satrapi é uma garota iraniana de 8 anos, que sonha em se tornar uma profetisa para poder salvar o mundo. Querida pelos pais e adorada pela avó, Marjane acompanha os acontecimentos que levam à queda do xá em seu país, juntamente com seu regime brutal. Tem início a nova República Islâmica, que controla como as pessoas devem se vestir e agir. Isto faz com que Marjane seja obrigada a usar véu, o que a incentiva a se tornar uma revolucionária.

Marjane desde nova tinha um jeito revolucionário de ser, quando tinha 8 anos ela vê e vive os acontecimentos da queda do xá, com a inocência do modo de ver tudo aquilo, mostrando seus sonhos de um mundo melhor e tentando entender o que está acontecendo, mesmo tendo que conciliar entre os discursos de pessoas que tem opiniões diferentes para o futuro do seu país.

Quando começa a República Islâmica todos são obrigados a usar o véu, sendo que Marjane passa sua adolescência na França, e vemos o embate de modo de vida da Marjane oriental e o ocidental, lá ela pode gostar abertamente de coisas que não podiam ser curtidas na sua terra. O sofrimento na vida dela toma outra forma nesse mundo ocidental, com a puberdade e várias primeiras vezes sem o conforto de sua família em uma cultura que ela não entende totalmente.

De volta para casa Marjane é muito ocidental para a realidade deles, por um lado pode parecer que seu discurso diariamente pode ser apenas o reflexo de uma vida diferente do que todos tiveram à sua volta nos últimos anos, mas é só lembrar do jeito língua solta de Marjane para saber que era algo que sempre esteve do lado dela. Marjane é uma personagem que se torna a nossa meta de vida em ser

Todo o filme tem um discurso igualitário, em busca de liberdade, que é de abrir os olhos para muitas situações, dizendo de forma mais elegante: o filme passa com glória no Teste de Bechdel. Persépolis mesmo sendo uma história iraniana consegue refletir diálogos e situações que vivemos no ocidente, podendo ser utilizado quando você precisa explicar o porquê o feminismo é necessário entre outras questões, é só passar o nome do filme para alguém assistir e dizer: REFLITA.

Persépolis é a adaptação dos quadrinhos de mesmo nome. A produção da animação do filme é bem simples, sem desenhos ricos em detalhes e só está colorido em 3 situações que mostra o presente da personagem, a trilha sonora traz muito bem o lado ocidental de Marjane, sendo que a cena que toca Eye of Tiger é tão incrível, que ♥. O ritmo do filme é bem gostoso, sem nada tão explosivo acontecendo, mas não é de dar sono!


Leia também

2 comentários

  1. Adorei o post!
    Adoro histórias em quadrinhos e a adaptação deve ter ficado ótima, ainda mais se rica em detalhes.
    Vou anotar a dica para assistir mais tarde.
    Beijos,
    http://www.fabulonica.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe