Música em Crônica | Tocando com o coração

14:28

Sou mais um sentimental por aí e finalmente eu ia sair com a garota que estou afim há tempos. Falei que sou sentimental e ela sabe disso, mas não discutimos de como eu posso ser romântico. Estive para baixo por tempos, nessa minha carreira solo sem alguém para compartilhar as coisas boas consegui conhecer a cidade de forma que poucos conhecem, com atividades para todos os gostos e o que tinha de bom nisso? Conhecer as pessoas da cidade e como trazer a felicidade com pouco dinheiro.

Cheguei com cara de cansado na porta dela e não é porque moro longe, é que tive que escolher os planos para a noite na base do uni duni te, acabei escolhendo a opção improviso e quase me atrasei, mas ao ver ela o cansaço se foi deixando apenas uma alegria pois oh céus como ela estava linda. 

Nós andávamos devagar e o plano ia se formando enquanto a gente conversava, sempre fugindo de certos assuntos do passado, mas sem ficar em silêncio em momento algum, pois conversar é a especialidade da casa, junto com os planos para acabar com a monotonia de um encontro.

Ela gosta de música e simplesmente conheço a versão Super Sayajin das músicas na cidade: quando a orquestra da cidade toca ao ar livre para sessões de treinamento, tivemos que desviar da rota mas a pedida da vez era Lisztomania do Phoenix e como o nome já sugere, deixou o clima mais sublime e o êxtase ao ouvir foi inevitável, nada se compara ouvir a orquestra associada com os sons da rua, a música de hoje elevou o êxtase a níveis extraordinários, nós dois entramos a outro mundo escutando essa maravilha e o sorriso dela foi tudo que eu precisava há tempos.

O mundo inteiro é um palco e cada um toca o que sabe (ignore os que tocam o terror, por favor), mas a prioridade agora era se alimentar, um digno cavalheiro sabe que tem que levar a sua dama a um lugar elegante mas o planos mudam quando a própria barriga ronca ao sentir o cheiro do dogão da esquina. Enquanto nós se acabávamos com o lanche, o papo correu com uma leveza sem tamanho com direito a um show de malabarismo que acontecia no semáforo do nosso lado, levei uma bolada e passo bem, mas a bola não, antes que se pergunte.

Tinha chegado a hora de tentar confessar a ela o que sentia e viver mais daquilo. Porém o clima estava tão gostoso que não parecia ser uma boa de contar e quebrar o clima, mas talvez fosse a hora de mostrar.

No caminho de volta passamos por onde faço curso para aprender a tocar instrumentos e pegamos uns emprestados, um violão na minha mão e um violino no dela, que ama tocar apenas por diversão. Eu tinha umas músicas na mente,uma rota e um objetivo e lá fomos nós de volta para a rua onde moramos, talvez a solução era falar menos e deixar o sentimento florescer, tocando para as massas na rua e focando em um coração, pois nada importa quando você gosta de música.

O silêncio em uma conversa é desconfortável, mas a música não está nas notas e sim no silêncio entre elas eu tive a minha resposta.
~ ~ ~ ~ ~ 🎼 ~ ~ ~ ~ ~

A segunda música escolhida para o música em crônica é Lisztomania do Phoenix e o tanto de referências embutidas à série Mozart in the Jungle é proposital, pois é por culpa dela que conheci a música e na série essa música é na versão clássica, que você pode ouvir por aqui (recomendo muito que ouça) e ajudou muito no pano de fundo da história!

Leia também

25 comentários

  1. Que texto maravilhoso.... é de tua autoria? Eu amo quem consegue falar no gênero oposto... o detalhe qe mais me tocou no texto: O mundo inteiro é um palco e cada um toca o que sabe (ignore os que tocam o terror, por favor)... ........estou tentando tocar o que eu sei, mas parece que as notas não formam uma harmonia do jeito que as pessoas conseguem ouvir... amei... obrigada por compartilhar belíssimo texto!

    ResponderExcluir
  2. Um texto que nos envolve logo pelas primeiras frases merece toda a atenção possível. E é claro que fiquei apaixonada por essas palavras em sua postagem. Amei a música também, ainda mais porque não a conhecia e adoro ouvir trilhas sonoras novas e que são, de algum jeito, marcante. Ah,sobre a série que você citou, estou bem curiosa para iniciar.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Eu achei esse projeto muito inusitado e muito bom. Eu me lembro de ter visto o primeiro poost e adorei voltar aqui e ver esse. Achei as palavras muito bonitas e realmente nos toca o coração. Eu não conhecia a música e foi bom conhecer, não gosto muito de músicas mas dessa eu gostei. Amei o texto, muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Oi ♥
    Que texto lindo e bem escrito. Adorei o "O silêncio em uma conversa é desconfortável, mas a música não está nas notas e sim no silêncio entre elas eu tive a minha resposta." a música tem um poder incrível de unir pessoas na mesma medida que pode separá-las, mas a música sempre nos ajuda a entender a nós mesmos, nos emocionar e tudo mais. Adorei o texto. ♥

    ResponderExcluir
  5. Oi, Giovana

    Belo texto. E que projeto interessante! Pelo que eu entendi, você escolhe uma música, se inspira nela e escreve o texto, certo? Eu gostaria de ser uma pessoa mais ligada em música. Eu curto escutar, mas apenas em momentos específicos como quando estou limpando a casa, cozinhando... não costumo colocar uma música apenas para apreciar sua beleza. Tenho que fazer isso mais vezes.
    Parabéns pelo texto.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá

    Lembro que vi seu primeiro Musica em Cronica e adorei pois é bem diferente. Você se superou pois esse texto está fantastico e bem tocante na verdade. Não consigo escrever assim e acho magnifico quem faz e cara adorei essa música também. Continua trazendo pois está perfeito.

    Everton Equipe Rillismo
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Estou adorando acompanhar essa coluna, pois acho que musica e escrita combinam muito.
    Gostei de tudo, da imagem, do texto que você criou carregado de sentimentos e sensações e principalmente da música perfeita.
    Fiquei curiosa para saber quem inspirou quem.
    Parabéns.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  8. Olá Giovana,
    Que texto mais fantástico e envolvente.
    Gostei muito do que foi escrito de o mundo ser um palco e tocarmos o que sabemos, é a mais pura verdade.
    A música caiu como uma luva, parabéns.
    Estou pensando em escrever algo assim também *-*
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Moça, segunda vez que leio um texto seu e espero MUITO que você invista ou esteja investido na sua escrita.
    Logo de inicio já somos visgados por sua escrita e é impossível não ler até o final e ficar com gostinho de quero mais. E a música gostei das duas versões, mas a clássica me conquistou.

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Ah, que lindo teu texto! Menina, fiquei impressionada. Adorei tudo, e a ideia de escrever se inspirando em música é genial. Não conhecia a música Lisztomania, nem o grupo na verdade, mas AMEI conhecer por aqui <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Deixa eu ver se entendi, esse texto lindo foi feito com referencia na música que você colocou no post?
    Não conhecia a música, estou ouvindo e amando! Tu escreveu maravilhosamente bem e se foi ou não sacada com a música, o conjunto ficou lindo! Parabéns!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  12. Oiee ^^
    Que texto incrível! Já tirei referência de músicas antes para escrever, mas nada ficou tão bom quanto o seu texto, amei! E gostei da música também, ainda não a conhecia, mas já já começo a stalkear a banda...hehe' Gostei principalmente da última frase;"O silêncio em uma conversa é desconfortável, mas a música não está nas notas e sim no silêncio entre elas eu tive a minha resposta.' ♥
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Adorei o jeito que vc escreveu esse texto, principalmente tendo como plano de fundo uma música tão bonita.
    Vou ouvir mais músicas dessa banda e não vejo a hora de conferir mais um texto.

    ResponderExcluir
  14. Olá...
    que texto mais lindo, gostei muito! a musica e muito linda, li o texto ouvindo ela e foi muito bom, emocionante, nunca tinha ouvido essa musica e estou meio enamorada por ela rs... quero conferir mais textos assim lindos...
    Beijocas...
    https://westfalllivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Ei,
    Que crônica mais linda, a escolha da música foi excelente... consegui acompanhar toda a história e imaginar cada detalhezinho. Imaginei os personagens sentados comendo e trocando olhares <3 sério, me encantou demais!
    Também costumo postar crônicas com uma música de fundo, rs
    Beijos.

    www.quetransborde.com.br

    ResponderExcluir
  16. Uau que texto mais envolvente, sério, amei a história, me senti imersa na história desde o começo e super apaixonante. Gostei bastante da música também, apesar de não conhecer ela ainda, deu para identificar bastante com o texto. Meus parabéns!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  17. Que texto bonito!!! Me deu a sensação que você ficou amadurecendo muto as palavras antes de passar para o computador. Já a música, não me atraiu muito, mas é porque não curto música em inglês.
    Enfim, adorei o texto!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. É a primeira vez que vejo o post e nossa! Achei linda a ideia. Queria poder ter toda essa desenvoltura para crônicas musicais como você, é um excelente caminho para quem sabe fazer, parabéns! Vivi essas linhas durante a narrativa, andando pela cidade, e a música é linda.
    Parabéns mais uma vez.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  19. Oie!!!!
    Achei bem interessante esse seu post! Ainda não havia visto nada parecido!
    Pelo que entendi você cria um texto (crônica) baseado numa música. Seu texto ficou bem interessante e alguns momentos casou bem com o trailer que você deixou no post. Mas pra mim a cereja do bolo do seu post foi você ter dado (sem querer querendo?) a dica da série! Ainda não conhecia, mas amo musica clássica e vou procurar pra ver!
    Ah! A versão instrumental que você "linkou" no post é lindíssima!
    Agora só uma dica para os próximos posts....coloca uma frase introdutória com um link que explique o seu projeto. Eu, que não havia visto os seus posts anteriores, fiquei mega perdida tentando me achar, até que li a sua última frase e tudo fez sentido....rsrsrs
    bjinhos ;)
    Elaine M. Escovedo
    http://www.caminhandoentrelivros.com.br

    ResponderExcluir
  20. Achei o clipe bem legal, mas não entendi muito da letra da música porque meu ouvido está super destreinado... então não sei bem como ela se relaciona com o texto, mas curti a forma como a história foi trabalhada. Bem legal mesmo esse encontro improvisado, não tem nada mais divertido que deixar as coisas rolarem de forma natural, achei o máximo eles comerem cachorro-quente e ainda tocarem juntos.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Eu nunca tinha visto um post parecido, confesso que não sei ainda se entendi muito bem a relação da música com a historia e tudo mais. Mas eu adorei, achei o texto super romântico e divertido, me peguei suspirando com o romantismo desse personagem kkkkk Enfim, parabéns pelo post, ficou ótimo mesmo e sobre a música, eu ainda não conhecia, mas a achei linda.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  22. Oi Giovana, tudo bem?
    A música que você escolheu como pano de fundo para a crônica é ótima, eu fui lendo e escutando ao mesmo tempo, e não conseguia parar de imaginar o casal rindo juntinhos e aquela química rolando.. adorei seu texto e, principalmente, a última frase "O silêncio em uma conversa é desconfortável, mas a música não está nas notas e sim no silêncio entre elas eu tive a minha resposta." Ficou muito legal! ♥ ♥ ♥

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  23. Oooi,
    Eu amei a crônica e o jeito que você relacionou com a música! Parabéns pelo talento, vou acompanhar as próximas!
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  24. Olá, tudo bem? :)
    Os meus parabéns, eu adoraria ter esse dom com as palavras. Algumas das frases já não saem da minha mente. "O silêncio em uma conversa é desconfortável, mas a música não está nas notas e sim no silêncio entre elas eu tive a minha resposta."
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  25. Olá! Eu vi algumas divulgações desse projeto e fiquei encantada com a iniciativa. Minha empolgação em ler alguns dos textos produzidos foi enorme e eu não poderia estar mais feliz por ter encontrado sua criação. Adorei a forma como você conduziu todos os acontecimentos e a sensibilidade com o qual escreveu. Parabéns pelas palavras, sua crônica ficou sensacional. Espero poder ter a oportunidade de acompanhar mais dos seus textos no projeto. ♥

    Beijos,
    Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!
Críticas e sugestões são bem vindas!
Por favor deixe o link do seu blog nos comentários, sempre buscarei retribuir.

Leituras

Facebook

#Recomendo: Séries

Subscribe